Trabalhista

Fator Acidentário de Prevenção 2021 – FAP

Sexta-feira, 20 de novembro de 2020 | Curitiba

O que é FAP?

O Fator Acidentário de Prevenção, conhecido como FAP, é um índice criado pelo governo para incentivar as empresas a reduzirem os números de acidentes de trabalho, óbitos, concessões de aposentadorias por invalidez e auxílio-doença.

Quanto mais ocorrências acidentárias, maior é o FAP, e consequentemente, maior o valor devido de INSS sobre a folha de pagamento, enquanto que, a redução ou ausência de ocorrências, reduzirão o FAP, podendo gerar uma economia de até 50%.

O FAP (Fator Acidentário de Prevenção) é um índice que deve ser multiplicado pela alíquota RAT (Risco Ambiental do Trabalho) compondo assim o RAT ajustado.

Ele é calculado anualmente, para cada estabelecimento individualmente, (CNPJ) e pode variar entre 0,5000 e 2,0000, conforme dados de frequência, gravidade, custo, e demais elementos vinculados ao estabelecimento (CNPJ completo) relacionados a acidentes de trabalho, óbitos, concessões de aposentadorias por invalidez e de benefícios de auxílio-doença, por exemplo, informados à Previdência social nos anos de 2018 e 2019.

Para entender melhor como o FAP atua, vamos analisar um exemplo, onde a empresa tem hipoteticamente, o RAT 2%.

Caso seu FAP seja 0,5, a empresa terá uma redução de metade do seu valor:

(0,5 X 2% =1%)

Já no caso em que a empresa tenha o FAP 2,0, será pago o dobro do RAT:

(2,0 X 2% = 4%).

Por essa razão, é importante que as empresas adotem medidas para reduzir as ocorrências acidentárias, para ter o benefício da redução do FAP.

As empresas já podem consultar a alíquota do FAP (Fator Acidentário de Prevenção) a ser utilizada para cada estabelecimento a partir de 01.01.2021. A consulta está disponível desde 30.09.2020, de acordo com a Portaria SPREV/ME nº 21.232/2020.

Onde e como consultar?

Para o ano de 2020, as empresas já podem consultar o FAP desde 30.09.2020, que será aplicado a partir de 01.01.2021.

A consulta deverá ser realizada pelo CNPJ de cada estabelecimento com a senha cadastrada diretamente no endereço eletrônico do FAPWeb.

Lembrando que a consulta é realizada de forma individual.

Não concordo com o FAP, e agora?

Caso a empresa não concorde com o FAP divulgado para o estabelecimento poderá elaborar uma contestação perante o Conselho de Recursos da Previdência Social, através de formulário que será disponibilizado nos sites da Previdência e da Receita Federal, desde que existam divergências quanto aos elementos que compõem o cálculo do FAP, nos moldes do artigo 2º, da Portaria SPREV/ME nº 21.232/2020.

O prazo para formalizar a contestação se inicia em 01.11.2020 e se encerra em 30.11.2020 e o resultado será divulgado no site da Previdência e da Receita Federal, com acesso permitido apenas pelo estabelecimento (CNPJ completo).

Saiba mais

Para mais informações sobre o tema, convidamos você a realizar a leitura de nossa área especial > FAP 2020, localizado no site da Econet, além de nossas matérias:

RAT – RISCOS AMBIENTAIS DO TRABALHO – Boletim N° 21/2019.

Boletim do FAP novo (2020).

Tags

<br>Equipe ECONET


Equipe ECONET

Além da legislação pertinente às áreas supracitadas, atualizada em tempo real, disponibiliza as mais diversas funcionalidades a seus clientes, tais como tabelas práticas, agendas e calendários de obrigações, boletins informativos, cursos on-line, ferramentas de cálculos, sistemas diferenciados de pesquisa e muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deseja receber nossas notícias? Gostaríamos de te manter informado :)